Honorários Advocatícios são os valores pagos pelo serviço jurídico prestado pelo advogado, em âmbito judicial ou administrativo. Preferencialmente, os valores deverão ser estabelecidos em contrato escrito, para maior segurança jurídica de quem presta, e de quem recebe os serviços advocatícios.

Existem várias espécies de Honorários Advocatícios, dos quais destacamos: os convencionados (contratuais), os sucumbenciais e os arbitrados, conforme o artigo 22 do Estatuto da Advocacia (Lei Federal nº 8.906/1994). Os Honorários Advocatícios contratuais poderão ser estabelecidos de diversas formas: sobre o êxito; de pró-labore; por ato processual; de partido (mensal); ou por hora técnica (timesheet).

No entanto, independente da espécie de contrato de Honorários Advocatícios, os valores estabelecidos deverão ter por parâmetro as diretrizes fixadas no Estatuto da Advocacia, no Código de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil (Resolução nº 02/2015) e na Tabela de Honorários e Diligências da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Estado do Espírito Santo. Disponível no link: http://www.oabes.org.br/tabela-urh/